A sessão continua...

Depois de nos contar uma aventura, a minha leitora brasileira ganhou coragem e decidiu contar outra das suas história... 
Fiquei cheio de inveja, mas adorei...

 
Eu não sou modelo! Mas há tempos queria fazer um book fotográfico, imortalizar minha juventude em fotos... Mas me faltava coragem...

Ocorre que eu tenho um amigo fotógrafo, que conheci pela internet, mas que acabou por ser tonar um bom amigo, com quem sempre falo. Bem, este amigo vive em outro país, mas estava vindo de viagem para o Brasil, acordamos que faria as fotos com ele.

Eu sou brasileira, conforme disse em outro conto. 25 anos, alta, magra, cabelos castanhos e longos, seios grandes.

Ele espanhol. Apesar de amigos, a verdade é que sempre tive uma forte atração por ele, e já havia me masturbado muitas vezes, pensando neste homem, após nossas conversas no Skype. Ele tem cerca de 30 anos, e um olhar sedutor, fico imaginando aquele olhar por trás da câmera fotográfica a “mirar-me”. Vendo suas fotos, de modelos lindas e sexys, não posso negar, isso me excita e me causa ciúme também, rs.

Bem ele chegou ao Brasil e marcamos a sessão de fotos em um estúdio de um amigo dele, também fotógrafo. Estávamos só ele e eu, era um domingo, o estúdio estava fechado. Levei minhas roupas, a maquiagem, e ele sua câmera.
Estava tranquila por se tratar de um amigo, mas um pouco excitada pelo encontro. Sozinhos, ele e eu, ali... Mas não tinha certeza se ele sentia o mesmo.

Começamos as fotos, eu um pouco tímida ainda. Ele disse que tinha uma surpresa, que trouxera um vinho de sua terra e que certamente eu ficaria mais “solta”. Uma, duas, três, taças de vinho... Muitas fotos e trocas de roupas. Ele sempre muito profissional, eu cada vez mais “sem vergonha”.

Comecei a tomar coragem e colocar roupas mais sensuais... Acho que ele também ficou empolgado... Elogiava e eu me empolgava mais, mas sempre de forma profissional!

Então ele perguntou se eu não queria fazer fotos de biquíni também... Eu gostei da ideia.

Já estava completamente molhada, com todo aquele contexto, o vinho, as fotos, as roupas, e olhar dele, que era ainda mais gostoso do que eu imaginava.

Coloquei o biquíni e recomeçamos as fotos... Ele parecia bem mais “estimulado” agora, e acho que já via um volume na sua calça. Ele então pergunta se não quero fazer algumas fotos sem o biquíni. Eu louca de vontade e de vergonha, digo que não. Ele diz, com todo profissionalismo do mundo, que somos amigos, que seria um segredo nosso, que eu deveria tirar pelo menos a parte de cima do biquíni, afinal top less é uma coisa muito normal hoje, não?

Eu nada respondi e desamarrei as cordinhas do biquíni, vermelha de vergonha e molhada de tesão. Com os seios à mostra, já não podia disfarçar, os bicos duros me denunciavam. E a calça dele parecia estourar, mas ele mantinha o profissionalismo e a sessão continua... rs

Então, ele diz: - Acho que essas fotos não estão muito boas!

Por um segundo eu fico totalmente constrangida, ele se aproxima e continua: - acho que se os bicos dos seios estivessem mais duros e molhados ficaria mais bonito e sexy, você não acha? E antes que eu pudesse pensar ou responder qualquer coisa, ele abocanha meu seio, e chupa de uma forma incrível, um e outro, dizendo: - agora sim! Pisca o olho e volta a fotografar, como se aquilo fizesse parte das fotos...

Eu já completamente louca... Após alguns minutos tomo coragem e tiro também à calcinha, sem nada dizer. Ele, sempre profissional, rs, continua as fotos. Eu, cada vez mais sem pudor, mudo as posições e abro as pernas.
Acho que dessa vez ele não aguentou e disse: - ao contrário dos seios, você assim tão molhada aí em baixo, atrapalha as fotos, deixa eu te ajudar e cai de boca nela. 

Adeus fotos, yes sexo! Ele me chupando e eu tendo gozos convulsivos... Os famosos orgasmos múltiplos femininos!

O tesão era tamanho que não tivemos tempo pra muitas preliminares, ele me colocou de quatro e penetrou de uma só vez. 

Fuder é uma arte, que nem todo homem domina, mas ele o fazia com maestria. O bom do sexo não é a velocidade, mas sim a intensidade. E me fodia de um jeito que nenhum outro homem fez... 

Uma penetração profunda, em um ritmo compassado, que me fazia sentir todo ele dentro de mim, cada centímetro me preenchendo. Enquanto me penetrava, acariciava meu corpo com as mãos e me deixava cada vez mais louca. Fudendo gostoso assim, gozamos juntos. E a sessão continua... rs